Cardiologia

Cardiologia é a especialização da medicina que cuida do diagnóstico e tratamento de todas as doenças relacionadas ao coração e ao sistema circulatório humano.

As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte em nosso país. Por isso, é fundamental conhecermos os seus sintomas, suas principais características, e as possibilidades de prevenção e tratamento disponíveis.

O cardiologista, como especialista do sistema circulatório, actua diagnosticando doenças, prescrevendo tratamentos, realizando exames clínicos e físicos, interpretando o resultado de exames laboratoriais cardíacos (electrocardiogramas, ecocardiogramas, etc…) e também entrevistando e aconselhando o paciente para que ele possa mudar e ter hábitos de vida mais saudáveis.

Para sabermos se existe uma doença cardíaca geralmente começa-se pelos exames mais simples e vai-se progredindo até aos mais complicados, os de maior risco e os mais onerosos. Essa ordem pode ser alterada conforme a gravidade dos casos.

Os testes podem ser invasivos e não-invasivos.

São testes invasivos:

– Ecografia transesofágica.

– Cintilografia.

– Cateterismo cardíaco.

São testes não-invasivos:

– Eletrocardiograma de repouso (ECG)

– Radiografia de tórax

– Monitorização do ECG por Holter

– Ecocardiograma

– Teste de esforço

– Tomografia do coração e vasos

– Ressonância magnética do coração e vasos (RM)

– Angiografia digital.

Factores de Risco:

– Obesidade: o excesso de peso faz o coração ter que trabalhar mais, o que causa o aumento da pressão. Inclua frutas e verduras no seu dia-a-dia e evite alimentos gordurosos;

– Diabete: Quem é diabético também tem maiores probabilidades de ser hipertenso, portanto, o controlo dos diabetes e da dieta deve ser rigoroso;

– Fumo: O cigarro, além de responsável por muitas outras doenças, aumenta os riscos de problemas do coração, sendo que nas pessoas que têm pressão alta, esses riscos são ainda maiores;

– Colesterol: Ter o nível de colesterol alto, favorece o acumular de gordura nas artérias que levam sangue ao coração, aumentando desta forma os riscos de enfarte;

– Álcool: Além de dificultar o tratamento, o consumo de bebidas alcoólicas tende a aumentar a pressão arterial.

– Sal: Consumir sal em excesso facilita o aumento da pressão arterial. Procure substituír por outros temperos que também dão sabor aos alimentos, mas que são naturais, como orégãos, louro, alho, cebola, entre outros.

– Stress: Mesmo que você não fume, não beba, não seja diabético e até tenha uma vida saudável, o stress pode elevar a pressão. Procure não levar tão a sério os problemas e não se irrite à toa. Diversão é importante: reserve sempre um tempo para fazer o que você gosta ou estar com os amigos. Além de ficar mais feliz, você estará a cuidar e a proteger o seu coração.